Ser dono do próprio negócio. Esse sempre foi o grande sonho de uma boa parcela da população.  

Com a pandemia da Covid-19, o número de empreendedores em potencial no Brasil cresceu 75%. Segundo o relatório Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2020, quase 50 milhões de brasileiros que ainda não empreendem já pensam em abrir seus próprios negócios.

Seja por necessidade ou por terem sido “picados pelo bichinho do empreendedorismo”, esses brasileiros que agora estão preparando o terreno para investirem em seus sonhos ainda encontram dificuldades. Uma das principais dúvidas que muitos cidadãos têm é: por onde começar?

Se você é uma dessas pessoas, então foi exatamente para você que preparamos esse artigo. Confira, a seguir, 10 dicas valiosas para quem quer começar a empreender:  

Conheça o mercado
Antes de começar a empreender, é importante entender a sua ideia de negócio. Para isso, pesquise o mercado do produto ou do serviço que você vai oferecer.

Pesquise tendências, faça comparativos, pondere e tome decisões antes de investir qualquer dinheiro em sua ideia. Quando nos aprofundamos no segmento que queremos emplacar, descobrimos vários dados importantes para começar com o pé direito.

Não tenha pressa! Vale mais à pena estar bem preparado do que ser rápido e descuidado.

Trace o seu plano de negócio
O planejamento é muito importante e todo empreendedor ou empreendedora precisa pensar onde almeja estar em cinco, dez ou vinte anos. Conheça seus custos e despesas e considere-os desde o princípio para poder vislumbrar os próximos passos.

Monte cronogramas, organize calendários, estabeleça metas e prazos para a realização de cada etapa. Quanto mais organizada for a sua empresa desde o primeiro momento, mais credibilidade ela terá.

Não espere resultados imediatos
É muito frustrante colocar muita energia em uma ideia e, quando ela finalmente vem ao mundo, acabar não correspondendo às suas expectativas. Isso acontece com todo mundo, mas só quem consegue manter o sangue frio e insistir no negócio é que vai se dar bem no futuro.

Mesmo que o fluxo de caixa não seja o que você idealizou logo de cara, não desista. Siga investindo, mudando de estratégia, olhando o seu negócio por outras perspectivas.

O mundo é de quem tenta de novo e de novo, e, no empreendedorismo, essa persistência é mais do que bem-vinda. Se as primeiras empreitadas não derem em nada, bola pra frente e siga tentando sem desistir no primeiro obstáculo – até porque cada dificuldade representa um aprendizado que será valioso no futuro.

Formalize sua situação
Não tenha medo de regulamentar a sua empresa. Quanto mais formalizado for o seu negócio, maiores as chances de ele atrair a atenção das pessoas certas, passando a sensação de confiança e qualidade.

Por que não começar abrindo MEI ou ME? Registrando sua ideia e emitindo notas desde os primeiros dias, você verá que sua rotina de empreendedorismo será muito mais segura e com possibilidade de crescimento.  

Faça uma forte divulgação online
Os hábitos que consumo mudaram muito após a pandemia e, como era de se esperar, as vendas online aumentaram consideravelmente. Por isso, não tenha medo de investir pesado em sua divulgação online.

Seja para chamar os clientes para sua loja física ou para fazer todas as suas transações pela web, é indispensável ter redes sociais atualizadas, que ilustrem todos os potenciais e os diferenciais do seu negócio.

Apenas quem é visto é lembrado, e, por isso, é imprescindível manter a recorrência de postagens. Facebook, Youtube, Pinterest, Instagram, Linkedin, TikTok, Twitter… Escolha as redes que mais combinam com o seu negócio e anuncie seus serviços para o mundo.

Construa um bom relacionamento com seus clientes
Assim como a presença digital é importantíssima nos dias de hoje, o bom relacionamento com seus clientes conta mais a cada dia que passa. Ser gentil, didático e prestar um bom atendimento são práticas indispensáveis para toda a empresa que quer causar um impacto positivo.

Valorize os feedbacks e as experiências de seus clientes, mostrando-se aberto ao diálogo. Comunique-se com sua rede via Whatsapp, e-mail ou pelas próprias redes sociais.

Você verá que quanto melhor for a sua comunicação com sua audiência, melhores serão os resultados das suas vendas. Tire dúvidas e deixe sempre claro o quanto o seu serviço tem qualidade.  

Faça parcerias estratégicas
Seja na hora de contratar colaboradores ou na de negociar com parceiros e sócios, a dica é a mesma: alie-se sempre a quem acredita no seu serviço. Ao falar sobre sua ideia, seja sincero, admita suas fraquezas e valorize suas potências.

Traga para perto de você parceiros que entendem e valorizam o que você está criando. Apenas com muita honestidade e vontade de trabalhar que mostramos aos outros o quanto nossas ideias são válidas e acabamos atraindo pessoas igualmente interessadas em fazer o negócio dar certo.

Pense um pouco fora da caixa também, ampliando olhares para empresas de outros segmentos. Proponha parcerias com marcas que podem alavancar suas vendas, oferecendo sua expertise como contrapartida.

Monitore o desempenho de suas ações
É muito bom conhecer e entender os indicadores financeiros básicos para monitoras os resultados de suas ações. Quando acompanhamos os números de todas as nossas iniciativas, fica mais fácil entender o que deve ser repetido e o que deve ser evitado.

Compare os números das campanhas que realizou, considere as tendências do mercado, as datas comemorativas e outros fatores que podem ter ocasionado picos ou baixas de resultados. Quanto mais precisa for a sua leitura dos acontecimentos, maiores as chances de ter mais assertividade em suas iniciativas.

Organize-se pensando no futuro
Ao seguir seu plano de negócio, você vai se deparar com muitas idas e vindas do mercado. Tente surfar nessas ondas, aproveitando as tendências que mais tem a ver com o seu negócio e desviando de empreitadas e posicionamentos que não fazem mais sentido com o mundo atual.

Estude mercados novos em potencial, como o dos clubes de assinatura, e veja como eles podem agregar e se tornar a peça chave para suas negociações a longo prazo. Quem se abre para o novo e busca soluções criativas para atender às demandas da sociedade tende a crescer mais e com maior velocidade.

Não tenha medo de errar
Um mal que afeta muitos empreendedores é o medo de errar. Quando não nos arriscamos, tendemos a ficar para trás e, no mundo dos negócios, não estar a um passo a frente pode ser um fator decisivo para o fim de uma empresa.

Quem está se aventurando no mundo do empreendedorismo precisa bancar sua ideia e adaptá-la constantemente, de modo que não há tempo para muito preciosismo. No fim das contas, você verá que vale muito mais a pena ser ousado e inovador do que fazer apenas o que você se propôs a fazer desde o início.

O mundo está sempre mudando e as empresas e marcas precisam acompanhar essas mudanças. Por isso, abrace as oportunidades que surgirem, pois elas podem trazer um sucesso que você nem imaginava.

E aí, gostou das dicas? Empreendedores que vendem com o Hub Home Box têm a chance de garantir recorrência todos os meses e ainda se inserir em um mercado que é uma das grandes tendências do mundo online. Saiba mais clicando aqui!